Como escolher uma profissão

29-01-2020

Como escolher uma profissão: 7 dicas para área de exatas

Você já sabe o que vai fazer no vestibular? Neste post separamos 7 dicas sobre como escolher uma profissão.

 

Preste bastante atenção no que vamos te dizer. Dúvidas são pensamentos que nos acompanham durante a vida inteira. Hoje você pode ter certeza de alguma coisa. Mas amanhã, a vida te apresenta um novo fato que coloca tudo em xeque.

Por que estamos falando isso? Bom, nossa intenção é deixar bem claro que: se você se encontra em um momento de ansiedade, tentando descobrir o que fazer no vestibular, pode ficar tranquilo! A vida é assim mesmo. Tudo é um aprendizado. Mesmo que você já esteja para iniciar o terceiro curso diferente, em cada um dos outros dois você encontrou lições importantes. Mesmo que seja simplesmente para descobrir o que você não gosta.

Esse papo, embora filosófico, também vale para quem quer seguir nas exatas. Afinal, matemática, química e física (para não falar as outras matérias) nos permitem infinitas possibilidades. Conforme a gente vai crescendo como pessoa, passamos a ter mais assertividade em nossas escolhas. Por isso, separamos sete dicas focadas em autoconhecimento para te ajudar a escolher sua profissão.

O texto é focado em disciplinas de exatas. Mas, caso você seja das humanas, ou biológicas, pode encontrar dicas valiosas por aqui também. Então vamos lá!

 

Como escolher uma profissão:

 

Dica 1: Aceite que nada é para a vida inteira

Isso mesmo! Nada é para vida inteira. E aceitar isso tira o peso de que você é obrigado a acertar na sua escolha.

E essa dica não vale apenas para quem está indeciso, tentando escolher o melhor curso. Mesmo você, que TEM CERTEZA QUE QUER ESTUDAR CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO, logo pode se encontrar com desafios que te levem a se apaixonar por tópicos como gestão de pessoas. E isso é bem comum. Quando iniciamos um curso a gente até tem ideia do que vai aprender. Mas a prática revela novos desafios constantemente. É possível que você, apaixonado por lógica ou cálculos, amanhã se pegue com vontade de largar tudo para se tornar o novo coach motivacional do pedaço. Então relaxe! Aceite que a vida é muito maior do que qualquer certeza.

 

Dica 2: Anote tudo que você não gosta

Quando vamos responder uma pergunta múltipla escolha, muita gente usa a eliminação como estratégia. Na vida isso também pode ajudar. Se você está em dúvida do que gosta, comece descobrindo o que não gosta. É muito mais fácil!

Anote as coisas que você odeia! Aquelas que te provocam calafrios. Depois passe para aquilo que você tem mais dificuldade. E, por fim, o que você tem dificuldade mas até gostaria de aprender. Feito isso, o que sobra?

Pegue uma lista de profissões (neste link, você encontra um guia completo de Ciências Exatas) e elimine o que não te agrada. Depois, reflita sobre aquelas que sobraram.

 

Dica 3: Faça um exercício de autoconhecimento x propósito de vida

Você já ouviu falar em Ikigai?

Esta mandala, pode-se assim dizer, é um conceito japonês que te ajuda a encontrar uma razão para viver. Sua utilização é bem simples. Você só precisa responder as seguintes perguntas em tópicos:

 

a) O que você ama?

Quais são suas matérias favoritas? Matemática? Computação? E dentro delas, o que você mais gosta de fazer? Qual o seu hobby favorito? Qual hobby você gostaria de ter? Como você se diverte? Responda perguntas como estas em tópicos e passe para o próximo questionamento.

 

b) No que você é bom?

Quais são as matérias/atividades que você tem mais facilidade? Existe alguma característica sua que seus amigos ou familiares costumam te elogiar? Pode ser qualquer coisa, mesmo que de anos atrás.

 

c) O que o mundo precisa?

Dê sua opinião. E aqui pode tentar ser mais filosófico. Pense o que faria o mundo melhor, na sua visão.

 

d) Pelo que você poderia ser pago

Esta pergunta até pode ser mais fácil para quem já tem certa experiência no mercado. Mas, se pararmos para pensar, nada mais comum do que adquirirmos manias e crenças ao longo da vida. Então, de certa forma, usar uma “mente de criança”, sem medos, pode te ajudar. Pense nas coisas que você sabe fazer hoje, ou que tem vontade de aprender, pelas quais as pessoas poderiam pagar algum dinheiro por isso.

ikigai para descobrir a profissão de exatas

Bom, você está vendo essa mandala ali em cima? Faça uma no papel (ou onde você quiser) e preencha os círculos com as suas respostas. Aquilo que estiver presente em todos, indica o seu propósito de vida. E aquilo que convergir nos círculos do “No que você é bom” e “Pelo que você poderia ser pago”, pode dar boas dicas sobre que profissão escolher. Assim como o que convergir entre “Pelo que você poderia ser pago” e “O que o mundo precisa” tem a ver com sua vocação.

Importante: este não é um exercício imediato. Mas sim, algo que pode ser feito ao longo da vida inteira. O que vale para hoje, em alguns anos (talvez meses) pode mudar completamente

 

Dica 4: Faça uma lista de cursos que te interessam

Você não precisa seguir estas dicas em ordem. Mas, se assim o fizer, pode melhorar os resultados. Se você já sabe aquilo que NÃO gosta, e também tem uma ideia aproximada do seu propósito e vocação, já pode se arriscar a fazer uma lista de profissões. Este simples exercício já vai te dar algumas ideias de que caminho seguir. Mas o ideal é seguir para o próximo passo.

 

Dica 5: Estude sobre o mercado de trabalho

Com uma lista de profissões em mãos, um próximo passo, e bem interessante, pode ser fazer um estudo mais aprofundado sobre cada um deles. Tente ler sobre o futuro destas profissões, o piso salarial, a concorrência. Pense no que é relevante para você e vá atrás destas informações. Você prefere ganhar bastante dinheiro logo de início? Quer poder trabalhar de qualquer lugar do mundo? Quer trabalhar com algo que você acredita?

Se você seguiu as nossas dicas, já pode ter este tipo de insight com um pouco de mais clareza. Defina as perguntas que fazem sentido para você e vá atrás das respostas.

 

Dica 6: Fale com pessoas que estudam o que você gosta

Pegue essa listinha de profissões que você acha que pode gostar e corra atrás de pessoas que já estão cursando isso no técnico ou na faculdade. Neste caso, é bom saber que se este alguém já te conhece, tem mais chances de falar mais abertamente sobre o assunto. Mas existem muitos grupos no Facebook e blogs sobre o assunto onde você pode encontrar informações que vão ser muito valiosas para sua decisão.

 

Dica 7: Descubra seus pontos fortes e fracos (e as ameaças e oportunidades de cursos que você gosta)

Para finalizar, você pode fazer uma matriz que no marketing é conhecida como SWAT. Aqui no Brasil, alguns a traduzem para FOFA (uma abreviação de Forças, Oportunidades, Fraquezas, Ameaças).

Ela pode ser fundamental para te ajudar a definir se faz sentido escolher a(s) profissão(ões) que você está pensando em seguir. Vamos explicar.

Como escolher uma profissão usando a matriz fofa

Viu o gráfico logo acima? Então faça um igual no papel e escreva:

a) Quais são seus pontos fortes

b) Quais são seus pontos fracos

Depois, selecione a profissão que mais te interessou até agora e preencha nos espaços correspondentes:

c) As oportunidades deste mercado

d) As ameaças deste mercado

Busque estas informações (ameaças e oportunidades) nas conversas com as pessoas que fazem/fizeram o curso, nos grupos de Facebook, através de opiniões dos seus parentes, ou até mesmo no Google. Se você está em dúvida entre mais de uma profissão, faça o mesmo exercício para cada uma delas.

E agora, como escolher uma profissão?

Com este quadro em sua frente, você tem um panorama completo da situação. Os seus pontos fortes combinam com o que acontece no mercado? Suas “fraquezas” podem ser algum impeditivo? Você está disposto a evoluir nestes quesitos?

Com este balanço você está muito mais pronto para tomar uma decisão correta. Mas, LEMBRE-SE SEMPRE da dica número 1 deste post: nada é para sempre. Errar faz parte do percurso. O importante é transformar tudo em aprendizado.

 

Gostou das nossas dicas? Cada um tem o seu jeito de tomar decisões. Buscar meios alternativos, metódicos ou criativos para ter mais segurança na sua decisão vai sempre, no mínimo, te ajudar. Mas a grande questão aqui é não se pressionar. Dê tempo ao tempo. Se precisar, pode buscar ajuda profissional, como testes vocacionais ou coisas do tipo.

 

Você gosta de ciências exatas? Aqui no Joby te ajudamos a se encontrar em meio às infinitas possibilidades deste universo de números, códigos e fórmulas. Neste link, você aprende tudo sobre a profissão de Analista de Sistemas. E neste, tudo sobre Engenharia Mecânica. Boa pesquisa e boa sorte na sua busca!