Como estudar em casa

20-05-2020

Como estudar em casa: as melhores dicas, quais as vantagens e desvantagens

Você tem dificuldade de estudar em casa? Aprenda como se concentrar e tirar o melhor de si durante os estudos.

 

Este post foi escrito durante a quarentena do coronavírus. Mas poderíamos muito bem ter feio isso antes ou depois. Já que estudar em casa é uma tarefa que quase certamente vamos realizar ao longo da vida. Seja durante o colégio, estudando para o vestibular, já na faculdade, ou depois disso tudo.

Acontece que nem todo mundo tem facilidade em se concentrar para os estudos em casa, principalmente em meio às tantas distrações que existem hoje em dia. Notificação no celular, no notebook, no tablet, aquele controle do videogame pedindo para ser apertado, pais e mães te chamando, roommates, enfim, você entendeu, não é?

Ao mesmo tempo, muita gente adora a “solidão” do quarto, e consegue se concentrar como um Buda em frente aos seus livros e cadernos.

Meditation Self Care GIF by MOODMAN - Find & Share on GIPHY

No post de hoje vamos te apresentar algumas vantagens e desvantagens de estudar em casa, e, o principal, umas boas dicas de como se concentrar (e se regrar) para aprender a matéria e atingir seus objetivos.

 

As vantagens de estudar em casa

Bom, tudo bem que começamos o texto fazendo um pavor sobre estudar em casa. Quem não gosta de um drama? Mas a real é que estudar em casa tem até mais vantagens do que desvantagens. Aqui estão algumas delas:

  • Você pode estudar na hora que quiser;
  • Você tem o seu espaço;
  • Tem menos pressão;
  • Não tem colegas incomodando;
  • Você pode escutar música
  • Internet à sua disposição para eventuais pesquisas.

 

Desvantagens de estudar em casa

A grande desvantagem de estudar em casa é o distanciamento dos professores. Se você levantar a mão eles não vão te ver. Mas, em contrapartida, caso tenha liberdade, eles podem responder o seu whats, por exemplo.

Outro ponto que merece atenção é o autogerenciamento, talvez o grande desafio de estudar em casa. A liberdade de poder fazer o que quer na hora que quer pode soar encantadora, mas isso pode se tornar uma maldição se você não se organizar um pouco.

 

Dicas para quem quer ou precisa estudar em casa:

Antes de distribuirmos nossas dicas (de graça hein!), é legal reforçar que somos pessoas diferentes (não diga!). E, por isso, cada um funciona melhor de um jeito. Algumas de nossas dicas são mais indicadas para umas pessoas do que para outras, mas no geral, ajudam todo mundo. Nem que seja um pouquinho 🙂

Vamos lá?

 

Crie uma rotina! Ou melhor: um ritual!

Mc Hammer Dance GIF - Find & Share on GIPHY

A gente cresce falando mal da rotina, só para chegar um dia e se dar conta que ela nos ajuda em vários momentos da vida. Nos estudos então, nem se fala. Se você deixar para estudar só quando tem vontade, pode acontecer de nunca sentir isso. Portanto, é importante definir dias e horários fixos, nem que seja para testar e ver como funciona melhor.

Neste mesmo sentido, é legal criar um ritual que funcione para você. Por exemplo: comer uma fruta, tomar um café, caminhar pelo quarto, arrumar a mesa do jeito que você gosta, ligar o abajur, ajeitar a cadeira perfeitamente, começar!

Não estamos dizendo que você precisa desenvolver um T.O.C, mas esse tipo de ritual ajuda muito para te induzir a um estado de concentração e começar os estudos para valer.

 

Faça testes

Se você já sabe exatamente como você funciona melhor, pode pular este tópico. Se não, ele é fundamental. Não crie uma rotina que não esteja de acordo com os seus horários e, principalmente, com sua personalidade (e estilo de vida).

Alguns funcionam melhor de manhã, outros à tarde, outros no meio da madrugada, enfim… Faça testes e descubra qual o horário em que você se sente mais concentrado! Depois que você descobrir, estará pronto para criar uma rotina perfeita.

 

Organize o seu cantinho

Relaxa, não estamos dizendo que você precisa fazer uma faxina no seu quarto. Mas, sim, que você deve ter o seu cantinho, um lugar que faz você se sentir bem. Se vai ser uma mesa milimetricamente organizada, ou um pedaço de caos na terra, fica ao seu critério. Mas organizar um lugar do jeito que você gosta te ajuda tanto para criar este ritual antes de iniciar os estudos, quanto para te deixar à vontade e estudar com conforto, sem distrações.

 

Livre-se das distrações

Falando em distrações: livre-se delas! A gente nem percebe, mas o nosso celular é uma distração constante, mesmo que a 10 metros de distância. Isso porque, se possuímos perfis em redes sociais, nosso cérebro nunca desliga delas, sempre se mantém alerta para uma notificação, para conferir o que o Whats, TikTok, Insta, ou seja lá o que for, tem para alimentar nosso ego (o blog é de exatas, mas as vezes cedemos um espacinho para filosofar).

Neste sentido, colocar o celular no modo avião é uma ótima alternativa. Você treina a si mesmo, e sabe que naquele momento nada irá te afetar, que você está livre para estudar. Principalmente se você colocar o despertador para tocar, cronometrando os seus estudos. É um ótimo jeito de assumir um compromisso com os livros e colocar a mão na massa.

Ah! Não podemos esquecer: se possível, desligue o computador também. Se não for o caso, feche o app do Whats (até o Facebook, se você ainda tiver), e qualquer outra aba que não seja necessária para os estudos.

 

Use aplicativos

Até que enfim algo legal nessa lista!

Eye Rolling GIF by memecandy - Find & Share on GIPHY

Brincadeiras à parte, existem vários apps bem legais que te ajudam nos estudos. Dia desses escrevemos um post exatamente sobre isso. Um exemplo legal de app que pode te ajudar é o Easy Study, que permite que você crie uma agenda de estudos, controlando seus horários, enviando notificações, entre outras funcionalidades. Para quem gosta de exatas, o Microsoft Math Solver também é bem legal, te ajudando exatamente nos problemas matemáticos que você precisa resolver. Clique aqui e leia nosso post completo com reviews de apps que vão te ajudar a estudar.

 

Descubra que tipo de estudante você é

Lembra que falamos que cada um funciona melhor de um jeito? O que vamos falar a seguir é uma das razões para isso. Segundo especialistas, cada um de nós se dá melhor em um destes três tipos de aprendizado: visual, auditivo e cinestésico. Vamos explicar:

  • Quem é do tipo visual: se dá bem estudando com slides, gráficos ilustrações e textos. Escrever também ajuda, já que isso estimula a visão. Por outro lado, para este tipo de pessoa, os barulhos são encarados como distrações, e, portanto, é melhor procurar ambientes de silêncio.
  • Quem é do tipo auditivo: se dá bem escutando os professores, ou até mesmo repassando os textos e exercícios em voz alta, para gravar bem. Uma dica legal são os podcasts e audiobooks, que estão bombando cada vez mais.
  • Quem é do tipo cinestésico: se dá melhor colocando a mão na massa mesmo. Refazendo os exercícios, reescrevendo o conteúdo, este tipo de coisa. Para pessoas cinestésicas, uma tática indicada é fazer algumas pausas estratégicas nos estudos, já que elas têm mais dificuldade em ficar paradas.

Procurando no Google você vai encontrar vários testes para  identificar qual o seu jeito de estudar. Mas, você provavelmente já tem uma ideia de qual o seu método preferido. Teste, veja o que faz mais sentido, e priorize este tipo de abordagem!

 

Assista vídeos e documentários sobre o seu objeto de estudo

Este é outro meio de usar seu celular ou computador a seu favor. Dependendo do que você estiver estudando, palestras, TED Talks, ou até mesmo canais de Youtube, podem te ajudar bastante para resolver problemas específicos. Este é um hábito interessante que você pode adquirir para “estudar” nos momentos de lazer.

 

Gostou da nossas dicas? Se você gostou do nosso post, aqui fica uma sugestão de leitura do nosso blog: “Como escolher uma profissão”.

Acesse o Joby sempre que você quiser saber um pouco mais sobre as profissões de exatas.