engenharia de producao o que faz joby

11-03-2020

Engenharia de Produção – tudo sobre o curso na nossa Wiki de Exatas

Você sabe o que faz um profissional formado em Engenharia de Produção? Explicamos tudo o que você precisa saber na nossa Wiki de Exatas.

 

O que você sabe sobre engenharia de produção, tirando o fato de ser uma profissão que paga bem?

Thinking Patrick GIF by SpongeBob SquarePants - Find & Share on GIPHY

Embora seja uma das engenharias mais conhecidas, a maioria das pessoas nunca parou para pensar o que faz um engenheiro de produção. Mas pensando em você, que se interessa sobre o assunto, resolvemos escrever este post falando tudinho.

Brincadeiras à parte, o curso de Engenharia de Produção é bem concorrido no vestibular. Por isso, antes de se jogar nos livros para garantir sua vaga, é importante saber um pouco mais sobre a profissão. Vamos lá?

 

O que faz um engenheiro de produção

Talvez a palavra-chave desta profissão seja a OTIMIZAÇÃO. Neste caso, a “engenharia” está em encontrar meios de otimizar a produção e processos complexos de empresas nos mais variados setores. Isso pode envolver os processos de “produção” de algum produto em si, como também nas finanças, logística e outros.

Em uma linguagem mais “business”, podemos dizer que este tipo de Engenheiro é responsável por trazer economia e aumentar a lucratividade em uma empresa através dos seus processos de produção. Embora esta definição se aproxime de “administração” e “economia”, as soluções encontradas neste ramo são pura engenharia. Pode envolver desde resoluções simples e lógicas, até a mais alta tecnologia (vamos mostrar alguns cases no final do texto). Aqui estão alguns exemplos do que faz um Engenheiro de Produção:

  • Encontrar a máxima eficiência (com o mínimo de tempo e dinheiro) nos processos de produção de um produto
  • Analisar e desenvolver a estrutura de uma empresa
  • Desenvolvimento de sistemas de controle para planejamentos financeiros e análise de custo
  • Controle de qualidade
  • Administração e otimização de mão de obra, avaliando custos, prazos e instalações
  • Estipulação de padrões para processos de produção
  • Gerenciamento (e otimização) dos processos de logística (estoque, distribuição, entrega, etc)
  • Entre outros

 

Áreas de atuação

O trabalho de um Engenheiro de Produção é amplo, e muito valorizado pelo mercado de trabalho. Afinal, sua atuação tem influência direta no “objetivo padrão” de qualquer dono/administrador de empresa: reduzir custo, otimizar tempo e aumentar a produtividade/lucratividade.

A ABEPRO, Associação Brasileira de Engenharia de Produção, define dez áreas de atuação para este profissional. São elas:

  • Logística
  • Engenharia Econômica
  • Engenharia do Trabalho
  • Engenharia Organizacional
  • Engenharia de Operações e Processos da Produção
  • Engenharia do Produto
  • Engenharia da Qualidade
  • Engenharia da Sustentabilidade
  • Educação em Engenharia de Produção
  • Pesquisa Operacional

Em cada uma dessas áreas, existe um universo particular, e diversas outras subáreas. Dentro delas, como falamos anteriormente, o Engenheiro de Produção encontra soluções para otimizar sistemas complexos. E isso pode envolver até mesmo os sistemas mais “malucos”, quase megalomaníacos, como é o caso do sistema de distribuição da Amazon, que inclui automações, drones e até robôs.

 

O perfil do Engenheiro de Produção

A Engenharia de Produção faz parte do time das Ciências Exatas. Assim sendo, o profissional precisa ter raciocínio lógico, senso crítico, ser orientado a números e resultados. Mas, como você bem vai ver nos exemplos que vamos mostrar no próximo tópico, a criatividade também faz parte da sua rotina. É o mix destas skills que fará este engenheiro encontrar soluções efetivas, das mais óbvias até as mais “fora da caixa”.

Outra característica de um Engenheiro de Produção é ser organizado, com atenção para detalhes. Pois uma das maneiras de otimizar processos está em encontrar os chamados gargalos de produção (erros nos processos que resultam em perda de tempo ou desperdício de recursos).

Além disso, como a profissão se enquadra em diversas áreas, é fundamental que o profissional adquira conhecimentos específicos do setor que está atuando.
Se você é uma daquelas pessoas que gosta de resolver problemas. E usa da lógica, organização e criatividade para encontrar soluções minuciosas, tem grandes chances de ser feliz nesta profissão.

 

Porque fazer Engenharia de Produção (cases incríveis da profissão):

Você provavelmente já entendeu o que faz um Engenheiro de Produção. Mas se você ainda está em dúvida, se quer ser um engenheiro de produção, médico, bombeiro ou astronauta, aqui vamos te mostrar alguns cases bem legais que envolvem profissionais da área.

Antes de mais nada, também é bom avisar os apressadinhos que este tipo de projeto normalmente envolve engenheiros com certa experiência. Então é sempre bom ter calma, se especializar ao máximo, se desenvolver como pessoa e como profissional, e um dia você encontrará a oportunidade de participar de ideias malucas como as que vamos mostrar em seguida.

 

Centro de Distribuição da Amazon

Se você sonha em participar de projetos que envolvam a tecnologia do mais alto escalão, dá uma olhada nestes dois vídeos da Amazon. Um é sobre o seu centro de distribuição com robôs, e o outro é sobre o sistema de entregas com drones.

Em ambos os casos, as ideias comportam profissionais de diversas áreas, incluindo os Engenheiros de Produção.

 

 

Hub Natura:

O Brasil também está repleto de projetos incríveis. É o caso deste Hub 100% automatizado da Natura.

Resolver problemas de logística é uma das maiores necessidades do mercado atual, principalmente em um país gigante como o nosso. O Engenheiro de Produção pode ter um papel muito importante nisso tudo.

 

 

Parque Eólico Flutuante:

Fugindo agora das soluções de logística, chegamos em um case na área da produção de energia sustentável. Mais especificamente, este projeto implementou um parque eólico flutuante, em alto mar!

 

 

Quanto ganha um profissional formado em Engenharia de Produção?

Por fim, aqui está mais um ponto a favor da Engenharia de Produção. A remuneração é bem interessante. Segundo o site Catho, especialista em vagas de empregos, um profissional formado recebe em média R$ 6.228,85. Já o Glassdoor aponta valores que vão de R$ 4mil (considerado baixo pela plataforma) até R$ 13mil (considerado alto). Segundo eles, o valor médio seria de R$ 8.235,00.

É sempre bom lembrar que o salário pode variar conforme a área de atuação. E pode alcançar valores ainda mais altos em cargos de gestão.

E aí, já decidiu que curso você vai se candidatar no vestibular? Se estiver em dúvida, recomendamos este artigo que escrevemos sobre como escolher uma profissão.