o que é sustentabilidade

14-09-2020

Você sabe o que é sustentabilidade?

Entenda o que é sustentabilidade, seus principais pilares, o que são os ods e veja como a área de engenharia está relacionada com este conceito.

 

Nas mais diversas áreas, seja ela de Exatas ou Humanas, o termo sustentabilidade está sempre presente.

Apesar de usarmos este termo no nosso cotidiano, provavelmente poucos de nós sabemos, de fato, explicar o que significa.

E mais: entender como a sustentabilidade pode estar presente na busca pela carreira profissional. Por isso, para ficar claro, de uma vez por todas, o que é sustentabilidade e como ela se materializa na área das Engenharias, esse é o tema do post de hoje.

Gostou? Continua comigo, então!

 

 

 


Afinal, o que é sustentabilidade?

Para entendermos o alcance e a popularidade desta palavra, só para termos uma ideia: há mais de 11 milhões de notícias presentes no Google que apresentam, em algum momento, esta palavra. Já em relação aos livros, são mais de 110.000 mil que contêm o termo sustentabilidade.

O Ministério do Turismo (2016) traz o conceito de sustentabilidade do Relatório Brundtland, também conhecido como “Nosso Futuro Comum”, elaborado em 1987 pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento da ONU.

 

Assim, o conceito de sustentabilidade apresentado é “atender às necessidades do presente sem comprometer a capacidade de as gerações futuras atenderem também às suas”.

 

Além disso, outro ponto fundamental para entender mais sobre sustentabilidade é que este conceito tem três pilares:

  • Econômico;
  • Social;
  • Ambiental.

 

Ou seja, pensar que a sustentabilidade está relacionada apenas com a preservação ambiental é um erro muito comum.

O grande objetivo da sustentabilidade é manter a harmonia entre estes três pilares para, desta forma, garantir a integridade do planeta, da natureza e da sociedade ao longo das gerações.

 

 

 


Entendendo o que é a sustentabilidade através dos seus três pilares

 

Assim, a sustentabilidade é algo muito mais abrangente do que, simplesmente, a promoção do equilíbrio ambiental.

A sustentabilidade está apoiada em três pilares. Agora vamos falar sobre cada um deles.

 

 

Econômico

 

Este pilar prega o equilíbrio entre a produção e a sustentabilidade.

Ou seja, que haja o avanço econômico, mas também que haja uma relação de competitividade justa no mercado e dentre os concorrentes.

Um outro ponto é que o desenvolvimento econômico não deve ocorrer às custas de um desequilíbrio nos ecossistemas ao seu redor.

 

 

Social

 

Este pilar está relacionado com as pessoas, individualmente, e a sociedade, no geral.

Para que haja sustentabilidade, é necessário que não haja o comprometimento social, seja de funcionários, dos consumidores, dos fornecedores, da comunidade, dentre outros.

 

 

Ambiental

 

Esse é o pilar mais comum quando se pensa em sustentabilidade. Essa é a vertente que envolve o meio ambiente.

Assim, a prática de sustentabilidade está relacionada com a minimização, ao máximo, dos impactos ao meio ambiente.

 

 


Você já ouviu falar em Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)?

 

Quando começamos a pesquisar sobre o que é sustentabilidade, logo surgem os 17 objetivos de desenvolvimento Sustentável (ODS).

Mas o que são os ODS e qual é a relação com sustentabilidade?

 

Em 2015, a Organização das Nações Unidades definiram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável como parte de uma nova agenda de desenvolvimento sustentável.

Essa agenda foi lançada durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, sendo os 17 ODS:

  • Erradicação da pobreza;
  • Fome zero e agricultura sustentável;
  • Saúde e bem-estar;
  • Educação de qualidade;
  • Igualdade de gênero;
  • Água limpa e saneamento;
  • Energia limpa e acessível;
  • Trabalho de decente e crescimento econômico;
  • Inovação infraestrutura;
  • Redução das desigualdades;
  • Cidades e comunidades sustentáveis;
  • Consumo e produção responsáveis;
  • Ação contra a mudança global do clima;
  • Vida na água;
  • Vida terrestre;
  • Paz, justiça e instituições;
  • Parcerias e meios de implementação;

 

Ou seja, são objetivos que abraçam todas as dimensões e pilares daquilo que entendemos como sustentabilidade.

 

 

 


A sustentabilidade e a área das Engenharia

 

Como pode ser percebido, a sustentabilidade é algo extremamente abrangente e é possível fazer vários direcionamentos diferentes para falar deste assunto.

Mas hoje vou direcionar a sustentabilidade para a carreira de Engenharia.

Quem está pensando em estudar as mais diversas subáreas dentro da Engenharia, precisa saber que a sustentabilidade traz impactos diários, tanto durante os estudos na Universidade quanto no mercado de trabalho.

 

 

Engenharia Elétrica e a eficiência energética do Brasil: mais sustentabilidade

O Brasil é um dos países com a matriz energética mais diversificada.

Para termos ideia de alguns números: de acordo com o Governo Federal, o Brasil tem 83% de sua matriz elétrica originada de fontes renováveis. Como é essa diversificação e participação?

  • Hidrelétrica: 63,8%;
  • Eólica: 9,3%;
  • Biomassa e biogás: 8,9%;
  • Solar centralizada: 1,4%.

 

Dentro deste tema, é importante destacar a Lei 10.438/2002. Através dela foi criada o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa).

O objetivo do Proinfa foi aumentar a participação da energia elétrica produzida por empreendimentos de Produtores Independentes Autônomos como, por exemplo: fontes eólica, pequenas centrais hidrelétricas e biomassa, no Sistema Elétrico Interligado Nacional.

 

 

Engenharia de Tráfego e Engenharia de

 

Transportes: como ter sustentabilidade?

Encontrar novas soluções para a mobilidade urbana, principalmente nos grandes centros, é importante quando se pensa em sustentabilidade.

Porém, quando analisamos o Brasil, percebemos a priorização dos transportes individuais em detrimento dos transportes coletivos, o que impacta, negativamente, nos três pilares da sustentabilidade.

 

Para termos uma ideia desta dimensão, o Mapa da Motorização Individual no Brasil 2019, que foi produzido pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (Observatório das Metrópoles), mostrou que o Brasil terminou o ano de 2018 com 65,7 milhões de automóveis, além de 26,7 milhões de motos, ou seja, sendo um total de 92,4 milhões.

 

 

Se você gostou de saber mais sobre sustentabilidade e sua relação com a área das Engenharias, certamente você vai gostar dos outros 5 (cinco) posts que eu separei para você:

Engenharia de Transportes: você conhece essa profissão?

ENGENHARIA CIVIL – o Guia Definitivo: Curso, Profissão, Mercado, e mais!

Engenharia de Produção: tudo sobre o curso na nossa wiki de exatas;

Engenharia Elétrica: saiba tudo sobre essa carreira em ascensão;

Engenharia Ambiental: curso, profissão e mercado.

 

Se você quer continuar atualizado sobre as novidades, tendências e dicas para futuros profissionais da área das Engenharias, acompanhe o Joby.